FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Governo aceita discutir fundo para garantir emprego

Por Auris Sousa | 22 ago 2012

O ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria Geral da Presidência, informou as centrais sindicais na quarta-feira, 15, que o governo federal dará inicio a uma série de reuniões com o movimento sindical para discutir a criação do fundo para preservar os empregos.

“O governo aceitou bem a proposta. Agora vamos trabalhar para começar as discussões e aprimorar a ideia”, explicou o presidente, em exercício, da Força Sindical, Miguel Torres.

Na reunião, também ficou acertado que um grupo de trabalhadores, representantes do governo e empresários visitará a Alemanha, em setembro, para conhecer os detalhes do projeto que inspirou os sindicalistas.

Participaram da reunião, o ministro do Trabalho e Emprego, Brizola Neto, as centrais sindicais CUT (Central Única dos Trabalhadores), Força Sindical, NCST (Nova Central Sindical de Trabalhadores), CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil), CGTB (Central Geral dos Trabalhadores do Brasil) e UGT (União Geral dos Trabalhadores).

Saiba mais sobre o fundo

Apresentado pelas centrais sindicais no último dia 6 e nomeada de PNEME (Programa Nacional de Estabilização e Manutenção do Emprego), o programa seria financiado com o adicional de 10% da multa sobre o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) – pago quando há demissão sem justa causa, propõem as centrais. A ideia, é que o Fundo seja utilizado para integrar o salário de trabalhadores que possam sofrer dispensas temporárias, redução da jornada de trabalho e da produção devido à crise econômica.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #01 - 2023