FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Com o Sindicato, metalúrgicos e metalúrgicas da Alka3/Cabovel vão à luta por direitos

Por Auris Sousa | 26 abr 2024

Os trabalhadores e trabalhadoras da Alka3/Cabovel estão organizados e querem a representação sindical nas negociações sobre plano de saúde. Em assembleia realizada nesta sexta-feira, 26, além do convênio, decidiram iniciar as discussões sobre a PLR (Participação nos Lucros e/ou Resultados) 2024. 

Inconformados com as constantes mudanças no plano de saúde, os trabalhadores e trabalhadoras denunciaram ao Sindicato, por meio do SindZap, seus descontentamentos. “É um absurdo, tem gente que tem bastante dependentes, como vai pagar para todos?”, desabafou um companheiro. 

Luta na Alka3/Cabovel é por participação dos trabalhadores e trabalhadoras na decisão sobre convênio e PLR

“Estão colocando um convênio que não tem cabimento, tem que pagar por dependente e ainda tem coparticipação no pagamento de consultas e exames”, disse outro.

Até então, a empresa estava fazendo as mudanças sem negociação com o Sindicato e sem consultar os metalúrgicos e metalúrgicas. Entre as mudanças, estão o pagamento de coparticipação dos titulares e dos dependentes, que não tinha antes. 

“Estamos acionando a empresa para iniciarmos as discussões, mas isso só foi possível porque aconteceu a denúncia”, explica o assessor sindical Wilson Costa. 

Entre umas das sugestões apresentadas, pelos trabalhadores estão: o fim da coparticipação e a melhora no convênio, bem como PLR. “A mobilização denuncia as imposições enfrentadas pelos trabalhadores que, se não tiverem representação sindical, não têm condições de negociar diretamente com a empresa”, ressalta o diretor do Sindicato Rafael Alves.

Leia também: 

Trabalhadores da Alvenius conquistam benefícios com greve vitoriosa

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #09