FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Entidades pedem retomada do julgamento sobre doações de empresas para partidos

Por admin | 26 mar 2015

A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) pediram na quarta-feira, 25, a retomada do julgamento sobre a proibição de doações de empresas privadas para campanhas políticas. Os representantes das entidades reuniram-se com o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski.

Em defesa da reforma política, entidades fazem vigília na Praça dos Três Poderes

O julgamento foi interrompido em abril do ano passado, por um pedido de vista do ministro Gilmar Mendes, quando o placar estava em 6 votos a 1 pelo fim de doações de empresas para candidatos e partidos políticos. Após a reunião, Lewandowski enviou o pedido das entidades para Mendes.

Segundo o presidente da OAB, Marcos Vinícius Furtado Coêlho, o atual sistema político, com prevalência do poder econômico, não pode continuar. “Entendemos que é importante para o Brasil uma definição da matéria para que possamos todos ter, após essa definição, adoção dos caminhos necessários ao Brasil, disse Furtado. É preciso “construir consensos e aprovar reforma política que melhore o sistema político”, completou.

Para o secretário-geral da CNBB, dom Leonardo Steiner, “estamos vendo a realidade nua e crua da influência do financiamento das empresas. Estamos todo dia no noticiário e gostaríamos de ver resolvida essa questão. Creio que o Supremo poderá nos dar luz e ajudar a sociedade.”, disse Steiner.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #08