FIQUE SÓCIO!

Opinião
COMPARTILHAR

Para um Brasil mais produtivo

Por Auris Sousa | 13 abr 2016

opiniao_barra_clemente-ganzO Brasil enfrenta enormes adversidades. Há graves restrições internacionais e o ambiente político-econômico interno paralisa a atividade produtiva, gera desemprego e queda dos salários. A superação dessa crise requer um projeto de desenvolvimento com orientação estratégica que mobilize as forças produtivas.

A preocupação com esse quadro levou lideranças de trabalhadores e empresários a firmarem o Compromisso pelo Desenvolvimento, uma proposta que indica a necessidade de retomar o crescimento sustentado pelo desenvolvimento produtivo, com agregação de valor e incremento da produtividade, fortalecimento do mercado interno e participação no mercado externo, geração de empregos e crescimento dos salários. A indústria tem papel central nesse projeto, pela capacidade de difusão tecnológica e pela agregação de valor para toda a cadeia produtiva.

A indústria também é o foco do governo federal que criou o programa “Brasil Mais Produtivo” que visa, em 90 dias, atingir 3 mil empresas de médio e pequeno porte (até 200 trabalhadores), nos setores moveleiro, metal-mecânico, de alimentos e bebidas, vestuário e calçados. A meta é incrementar a produtividade em no mínimo 20%, em seis meses. O custo estimado de cada projeto/intervenção é de R$ 18 mil. Com esta proposta, sindicatos e dirigentes devem aprofundar o conhecimento dos processos produtivos no chão da empresa, para negociar mudanças que agreguem valor, aumentem a produtividade, criem empregos, elevem os salários e gerem desenvolvimento social.

Clemente Ganz Lúcio
Diretor Técnico do DIEESE e
membro do CDES
(Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social)

*As opiniões expressas neste espaço não expressam necessariamente o ponto de vista do Sindicato 

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #06