FIQUE SÓCIO!

Gilberto Almazan
COMPARTILHAR

Precisamos defender e aprofundar a democracia

Por Gilberto Almazan - Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região 03 ago 2022

TAGS

Pela via democrática, diversos brasileiros elegeram nas últimas eleições um governo de extrema-direita que, desde então, ameaça a lógica democrática em nosso país. Nos últimos meses, ele tem atacada até a própria urna que o elegeu.

Diante das Pesquisas, que têm mostrado um resultado indesejado para o atual governo, fica claro que o interesse não é necessariamente o fim das urnas eletrônicas. Sabendo disso, personalidades de destaque nas instituições centrais de nossa democracia já manifestaram sua preocupação com os riscos que estamos vivendo.

Agora, por último, exatamente em 26 de julho, a Faculdade de Direito da USP criou um manifesto, com o objetivo de reforçar a defesa da democracia e das instituições brasileiras. Intitulada de “Carta às Brasileiras e aos Brasileiros em defesa do Estado Democrático de Direito”, o manifesto também se opõe aos ataques contra o processo eleitoral atual do Brasil, bem como a eficácia das urnas eletrônicas.

Eu fiz questão de assinar o manifesto, e incentivo os companheiros e companheiras a fazerem o mesmo. Fazer isso é defender o Estado Democrático de Direito. E, agora, isso mais do que nunca é necessário.

Devemos fazer uso da democracia para expressar a nossa vontade, para atingirmos a renovação política que o nosso país precisa. Para isso, precisamos ampliar em todos os níveis a participação popular nas decisões sobre os destinos do país. Um deles é participar das eleições de outubro deste ano, eleger candidatos comprometidos com a pauta da classe trabalhadora.

Em outubro, vamos juntos mostrar na urna as nossas escolhas, e fazer a nossa voz ser ouvida. Vamos juntos defender e aprofundar a democracia.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #10