FIQUE SÓCIO!

Gilberto Almazan
COMPARTILHAR

Por um sistema tributário mais justo

Por Gilberto Almazan - Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região 23 jan 2024

carga tributária no Brasil é um dos maiores desafios para a população, em especial para os trabalhadores formais. O IRPF (Imposto de Renda da Pessoa Física) é um dos principais tributos que incide sobre a renda do trabalhador. Logo, a defasagem de mais de 140% da tabela do IRPF é um problema que merece atenção urgente.

Enquanto a classe trabalhadora arca com uma alta carga tributária, os mais ricos muitas vezes conseguem fugir das alíquotas mais altas por meio de artifícios legais. Isso torna o sistema tributário brasileiro ainda mais desigual e injusto.

Além disso, a defasagem da tabela do IRPF também não acompanha o aumento do custo de vida. Isso significa que, mesmo que os salários subam para acompanhar a inflação, os trabalhadores acabam caindo em faixas mais altas de tributação, o que reduz o poder de compra da população.

Diante desse cenário, a correção da tabela do imposto de renda da pessoa física se faz mais do que necessária, para acompanhar o aumento do custo de vida e garantir uma tributação justa e equitativa para todos e todas.

A correção da tabela do IRPF de forma justa e equilibrada deve ser uma das nossas bandeiras de luta. Somente assim será possível construir um sistema tributário mais justo e que promova o desenvolvimento econômico e social de forma mais equitativa.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #03