FIQUE SÓCIO!
Press Releases
COMPARTILHAR

Metalúrgicos de Osasco cobram senadores a votarem contra terceirizações

Por Cristiane Alves | 27 abr 2015

Os metalúrgicos da região de Osasco reforçam nesta semana a pressão sobre os senadores para que se coloquem contra as terceirizações das atividades fins. Nesta segunda-feira, 27, o Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região encaminhou diretamente a cada um dos senadores uma nota em que apela para que os parlamentares se coloquem contra o projeto aprovado na Câmara dos Deputados.

O projeto tende a disseminar uma realidade degradante. “Hoje, mesmo que a Súmula 331 e a nossa Convenção Coletiva evitem a terceirização de atividades fins, dos trabalhadores terceirizados que sofreram acidentes graves em metalúrgicas da nossa base, 1/3 morreram, no período de março de 2010 a junho de 2014, de acordo com levantamento feito por nosso Sindicato”, cita a nota. O estudo está em anexo.

A posição contrária ao projeto é reforçada pelas opiniões da Anamatra (Associação Nacional dos Magistrados do Trabalho), Ministério Público do Trabalho, Ministério do Trabalho, entre outras.

Ao final da nota, o Sindicato solicita: “vimos apelar a Vossa Excelência, que não aceite “pedaladas” contra o trabalhador, lembrando a afirmação do presidente do Senado, Renan Calheiros. Apelamos, que Vossa Excelência se posicione contrária a terceirização das atividades fins e toda a forma de retirada de direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras brasileiros”.

#DerrubaSenado – Além da nota, o Sindicato iniciou na sexta-feira, 24, uma campanha no Facebook/Sindmetal e no @sindmetalosasco com a #DerrubaSenado de incentivo para que a categoria, em especial, envie e-mails aos senadores manifestando sua posição contrária ao projeto.

NOTA-Senadores-Terceirizacao

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #28