FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Congresso mantém veto a reajuste de 6,5% da tabela do Imposto de Renda

Por Auris Sousa | 12 mar 2015

O Congresso Nacional manteve na quarta-feira, 11, veto da presidente Dilma Rousseff ao projeto que reajustou em 6,5% a tabela do imposto de renda. Com isso continua valendo o reajuste escalonado, publicado ontem pela manhã.

A medida já havia sido prevista pelo presidente da Força Sindical, Miguel Torres, que em entrevista para o Sindmetal ressaltou “devem manter os vetos. Mas vamos sugerir emendas.”

Depois de muito debate, a Câmara manteve o veto com 208 votos favoráveis e 239 votos contrários. Para conseguir manter o veto, o governo negociou com os partidos da base aliada o envio, nesta mesma quarta-feira, da Medida Provisória 670/15, que propõe um reajuste diferenciado conforme as faixas de enquadramento do salário (a correção escalonada).

Nas duas primeiras faixas, o reajuste será de 6,5%. Para a terceira faixa, será de 5,5%. Para a quarta, 5%; e, para a quinta, 4,5%. Desta forma, a primeira faixa ou faixa isenta passará de R$ 1.868,22 para R$ 1.903,98. As correções começam a valer a partir de abril deste ano.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #08