FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Amianto e Cipa na pauta do Ciclo de Debates

Por Cristiane Alves | 05 jul 2013

A informação voltada para a prevenção de acidentes de trabalho mais uma vez foi a grande marca do Ciclo de Debates, que na noite de quinta-feira, 4, teve sua 34ª edição na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região.

O auditório da sede ficou lotado de companheiros e companheiras, que conferiram a palestra de Fernanda Gianazzi, auditora do Ministério do Trabalho, e de João Scaboli, secretário de Saúde da Força Sindical, que trataram dos males provocados pelo amianto e do trabalho do cipeiro na prevenção de acidentes, respectivamente.

Fernanda Gianazzi explica os males provocados pelo amianto

Amianto – Fernanda apresentou dados que revelam que o Brasil ainda está muito longe de se tornar um país livre do amianto, a exemplo do Canadá. Pelo contrário, o país, em 2012, tinha 15,14% da produção mundial.

A auditora também abordou os males provocados pelo mineral, entre os quais o câncer de pulmão. Também orientou quanto aos perigos do uso doméstico de telhas e caixas d’água com amianto.

Informações pouco conhecidas da maioria dos trabalhadores. “Aprendi muito. Tinha de ser uma informação aberta para a população”, avaliou uma companheira de Alphaville.

A participação de Fernanda também marcou sua despedida do Ministério, já que ela se aposenta da fiscalização, “mas não da militância”, como ela mesma fez questão de enfatizar.

Cipa – Scaboli tratou do trabalho da Cipa e dos desafios para que a comissão cumpra seu papel. Um deles é a mudança da NR5 (Norma Regulamentadora), que padroniza a ação do cipeiro. “Temos de preparar o cipeiro, melhorar a NR5 e ampliar o mandato”, defendeu.

Scaboli defendeu mudanças na NR5

A proposta foi feita na presença do superintendente Regional do Trabalho de São Paulo, Luiz Antonio de Medeiros, que marcou presença no Ciclo.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #01