FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Sindicalistas retomam ações por fiscalização de acidentes

Por Auris Sousa | 10 jul 2012

TAGS

trabalho

Sindicalistas de Osasco e região se unem mais uma vez em defesa dos direitos dos trabalhadores. Desta vez, os dirigentes vão à Brasília, ainda neste mês, denunciar a precarização da Gerencia Regional do Trabalho e Emprego de Osasco para o ministro do Trabalho, Brizola Neto. As informações foram divulgadas na quinta-feira, 5, no Sindfusmc (Sindicato dos Funcionários e Servidores Municipais de Carapicuíba), em reunião de dirigentes de diversas categorias da região.

“Vamos retomar com força total as ações contra o sucateamento da Gerência. Nosso compromisso é assegurar os direitos dos trabalhadores”, enfatizou o presidente do Cissor (Conselho Intersindical de Saúde e Seguridade Social de Osasco e Região) e da Cist (Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador), José Elias de Góis.

O crescimento de acidentes nas metalúrgicas de Osasco e região afirmam a necessidade de reverter a situação da Gerência, que funciona com números reduzidos de fiscais e de trabalhadores administrativos, e com atrasos nas fiscalizações de acidentes”, ressaltou o diretor do Sindicato Gilberto Almazan.

Ele explicou que mesmo após a Gerência ter lançado o “Programa Metalúrgico”, que consiste em uma série de medidas que as metalúrgicas teriam que adotar para a prevenção de acidentes, as mortes e mutilações na base do Sindicato continuaram.  “Após mais de dois anos do programa de prevenção, não recebemos nenhum resultado e 90% dos acidentes na base territorial do Sindicato aconteceram nas empresas notificadas pelo programa”, ressaltou.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #01 - 2023