FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

São Paulo perde 36,30% de água, mostra pesquisa

Por Auris Sousa | 02 set 2014

A cidade de São Paulo perdeu 36,30% da água tratada pela Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado) em 2012, segundo pesquisa divulgada na quarta-feira, 27, pelo Instituto Trata Brasil com base em dados do SNIS (Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento).

Perda de água dificulta avanços no saneamento básico

A cada 10 litros tratados, mais de três não são consumidos ou usados de maneira regular. As perdas ocorrem em vazamentos, ligações clandestinas, e outras irregularidades. A pesquisa ainda aponta que a capital paulista só trata 52,15% do esgoto da água consumida.

O estudo considerou a perda no faturamento, ou seja, a diferença entre a água produzida e a efetivamente cobrada dos clientes

Brasil – Em 2012, em nível nacional, 40% das maiores cidades perderam mais de 45% da água, sendo que 11% dos municípios perderam mais de 60%; 27% perderam menos de 30%. Das 100 cidades, 62% tiveram perdas entre 30% e 60%.

No ranking de perdas, Macapá está no topo, com 73,91%. Logo em seguida está Porto Velho, com 70,6%.

Em relação ao esgoto, o estudo mostra que o volume dos não tratados nos 100 maiores municípios equivale a 2.959 piscinas olímpicas. [Foto: Agência Brasil]

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #06