FIQUE SÓCIO!

Campanha Salarial 2012
COMPARTILHAR

Pressão provoca fechamento de acordos de reajuste

Por Cristiane Alves | 06 nov 2012

O ultimato dado pelos metalúrgicos na última assembleia aos grupos patronais deu resultado: acordo de 8% com os 2 (máquinas, equipamentos e eletroeletrônicos) e 10 (lâmpadas). O último grupo a assinar o documento foi o grupo 10, na segunda-feira, 5.

A conclusão das negociações só foi acelerada porque os metalúrgicos do Estado de São Paulo deram prazo até o final da semana passada para que os empresários apresentassem propostas de no mínimo 8%, caso contrário, partiriam para negociação por empresas, com possibilidade de greve. Em Osasco, este encaminhamento foi aprovado na assembleia do último dia 27, na sede.

O acordo inclui abonos de 20% ou 22%, conforme o grupo patronal, que deverá ser concedido se a empresa optar por pagar o reajuste a partir de 1º de janeiro (veja a tabela). Também inclui elevação dos pisos salariais.

Além disso, a categoria também teve renovados os itens de sua Convenção Coletiva, o conjunto de direitos que reforçam e ampliam aqueles garantidos pela CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas). Entre os direitos renovados estão: estabilidade para vítimas de doenças e acidentes de trabalho, licença maternidade de 180 dias, entre outros. As garantias variam conforme os grupos patronais. [Foto: Ricardo Flaitt]

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #03