FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Pagamento do 13º vai injetar R$ 197 bilhões na economia, estima Dieese

Por Auris Sousa | 31 out 2016

O pagamento do 13º salário, até o próximo mês de dezembro, vai injetar aproximadamente R$ 197 bilhões na economia do país, segundo estimativa do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). Isso significa a movimentação de cerca de 3% do PIB (Produto Interno Bruto).

Em comparação com 2015, montante significa crescimento de 8,2% sobre os R$ 182 bilhões pagos no ano passado. O rendimento, com valor médio de R$ 2.192, deverá ser pago a 84 milhões de trabalhadores.

Para fazer a estimativa, o Dieese utiliza os dados da Rais (Relação Anual de Informações Sociais) e do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). Também são levados em consideração os dados da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), feita pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), da Previdência Social e da Secretaria do Tesouro Nacional.

Pagamento – O 13° salário, equivalente a um salário a mais pago anualmente pela empresa. A remuneração pode ser feita em até duas parcelas. A primeira precisa ser quitada até 30 de novembro e a segunda, até 20 de dezembro. Como acontece com o salário, o valor 13° também sofre descontos que incluem INSS e Imposto de Renda, que são descontados na última parcela.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #03