FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Operário que teve maxilar esmagado receberá R$ 200 mil

Por Auris Sousa | 18 fev 2015

Por danos morais e estéticos, provocados por acidente de trabalho, um trabalhador vai receber R$ 200 mil da Eaton, de Valinhos.  A decisão é da Sétima Turma do Tribunal Superior do Trabalho.

O acidente ocorreu em 2005, quando o trabalhador um operador de equipamento de forjamento – relatou que um colega acionou a máquina na qual fazia ajustes, fazendo com que uma alavanca batesse em seu rosto. Isso causou sua queda sobre uma bica que continha peças quentes, provocando queimaduras de segundo grau no braço.

Ele teve diversas fraturas na face e queimadura no antebraço. Depois de várias cirurgias, passou a sofrer fortes dores, irritabilidade e formigamento constante, perdendo a sensibilidade do maxilar superior, da gengiva e dos dentes, e seu paladar foi prejudicado. Além disso, relatou dificuldade de mastigação e cefaleia crônica pós-traumática.

Empresa recorreu – Antes desta sentença, a Eaton recorreu e alegou que o acidente ocorreu por culpa exclusiva do operário, que “executou um ato extremamente inseguro, contrariando todas as normas e orientações que lhe foram transmitidas”. [Fonte: TST]

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #08