FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Metalúrgicos ficam por dentro das mudanças no auxílio doença e na aposentadoria

Por Cristiane Alves | 08 jul 2016

O governo do presidente interino Michel Temer não para de atacar os direitos dos trabalhadores. Na quinta-feira, 7, ele confirmou que vai convocar quem recebe auxílio-doença por mais de dois anos e quem está aposentado por invalidez para uma nova perícia médica para avaliar a continuidade do pagamento. O mesmo vai acontecer com aqueles que recebem o benefício de prestação continuada.

A alegação é que a revisão tem o objetivo de eliminar fraudes. Mas, para o advogado especialista em Previdência, Antonio Rebouças, isso não é verdade. “Tudo isso é conversa mole do Temer. [Na verdade] é para tornar mais difícil conseguir o auxílio. É a política de desconstrução dos direitos sociais”, afirmou durante o 37º Ciclo de Debates, realizado também na quinta-feira, 7, na subsede de Cotia. 

Para o Sindicato, é preciso se mobilizar. “Tudo isso que Temer faz é em nome da crise, o trabalhador fica com receio de ir para a luta, e, com isso, muitos empresários querem se aproveitar da situação, com o governo se aproveitando da situação. Então, vamos ter de ter muita mobilização”, alertou o diretor Gilberto Almazan.

Outra ameaça recai sobre a NR12, a norma regulamentadora que determina proteção de máquinas. O governo tem manifestado que a norma é excessiva. ““Não custa nada fazer uma análise de uma norma que está exagerada”, afirmou o ministro da Industria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira.

É mais um retrocesso. “Querem voltar a era pré-industrial . Se não houver luta, é isso que vai acontecer, a barbárie”, resumiu Rodolfo Vilela, especialista em Segurança do Trabalho e Ergonomia.

Assedio moral – A próxima etapa do Ciclo de Debates acontece na subsede de Barueri, na quinta-feira, 14, e vai abordar os impactos do assedio moral sobre a saúde do trabalhador, com a presença da especialista no assunto, a médica Margarida Barreto. Outro assunto é o papel da Cipa no combate aos acidentes de trabalho, assunto de João Donizete Scaboli, secretário estadual de Saúde da Força Sindical. O debate começa às 18h30 e é aberto aos interessados.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #07