FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Metalúrgicos da Rossini vão resolver PLR no Tribunal Regional do Trabalho

Por Auris Sousa | 31 mar 2016

TAGS

Os metalúrgicos da Rossini, em Santana de Parnaíba, vão resolver a situação do pagamento de PLR (Participação nos Lucros e Resultados) 2015 no TRT (Tribunal Regional do Trabalho). Na segunda-feira, 28, os companheiros cruzaram os braços para pressionar a empresa, que insiste em pagar a PLR de forma parcelada.

Em fevereiro, os companheiros já tinham ameaçado entrar em greve, caso a empresa não cumprisse com o acordo fechado no ano passado. Naquele mês, a Rossini tinha comunicado aos trabalhadores a intenção de parcelar a PLR. “A empresa não quer ceder, vamos ter que ir para o Tribunal”, avalia o diretor Sertório Aparecido.

A postura da empresa ignora a negociação e o acordo fechado no ano passado. “A empresa ameaça descumprir um acordo já formalizado, e desrespeitar um compromisso já selado com os trabalhadores”, ressalta Sertório.

Companheiros da Rossini, em Santana de Parnaíba, cruzaram os braços na segunda-feira, 28, contra parcelamento da PLR

Companheiros da Rossini, em Santana de Parnaíba, cruzaram os braços na segunda-feira, 28, contra parcelamento da PLR

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #06