FIQUE SÓCIO!

Opinião
COMPARTILHAR

Jorge Nazareno

Por Auris Sousa | 28 jun 2013

TAGS

Opinião

Nossas lutas e bandeiras.

É hora de fortalecermos a luta pela pauta trabalhista. Reivindicações como redução da jornada, fim do fator previdenciário, combate a rotatividade e a desindustrialização e tantas outras dialogam e tem toda relação com o atual momento vivido por nosso país. Por isso, é hora de colocar a pauta trabalhista na ordem do dia da mídia, dos parlamentares, de prefeitos, da presidenta e também da juventude que sacudiu o país nos últimos dias.

Essa juventude que também é trabalhadora estará entre as principais beneficiadas com o fim do fator previdenciário, já que serão os aposentados de amanhã e, certamente não irão querer ver seu ganho reduzido. A redução da jornada para 40 horas semanais é uma luta que também tem relação com os jovens envolvidos nas recentes manifestações: tende a gerar mais de 2 milhões de empregos, ampliar o tempo para estudar, ter lazer e ficar com a família.

São reivindicações como essas que têm levado o movimento sindical e os partidos às ruas ao longo dos últimos anos e que mostram a grande importância para o Brasil e para a democracia que tem esses instrumentos de organização. Repudiamos as agressões aos partidos praticadas por alguns grupos nas recentes manifestações. É hora de somar forças pelo país melhor, desenvolvido que é o sonho de todos nós. Não é hora de quebrar bandeiras e, sim, de defende-las. Sem dúvidas, a democracia é a principal delas.

Jorge Nazareno
Presidente do Sindicato dos
Metalúrgicos de Osasco e Região

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #03