FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Força Sindical defende banimento do amianto em Nota Oficial

Por Auris Sousa | 31 ago 2012

A Força Sindical divulgou nesta sexta-feira, 31, nota oficial em que a Central defende o banimento do amianto. O anuncio aconteceu no mesmo dia em que o STF (Supremo Tribunal Federal) realizou audiência para debater os riscos do uso do amianto crisotila na indústria.

A nota contraria informações apresentadas no boletim na CNTA (Comissão Nacional dos Trabalhadores do Amianto), que repudia o banimento do amianto e divulgou no mês de agosto que a Força Sindical apoia esta luta. O que não procede, segundo nota divulgada pela Central.

Nela, a Força declara que desde 1994 se posiciona pelo o banimento da fibra. “Somos conscientes dos riscos à saúde que a exposição ao AMIANTO representa aos trabalhadores e trabalhadoras e também à população, em razão da extração, processamento, comercialização, uso e descarte no meio ambiente de produtos que têm como base este mineral cancerígeno”, enfatiza a direção da central em nota.

(Clique aqui e veja a nota oficial da Força na integra)

O Sindicato também defende o banimento da fibra e há anos realiza palestras para apresentar aos trabalhadores e sociedade os danos que o contato com o amianto pode trazer.

Amianto no Supremo – A audiência que aconteceu hoje é a segunda realizada pelo Supremo para discutir sobre os riscos do Amianto a saúde das pessoas que ficam expostas ao seu pó. Nela, especialistas de vários países apresentaram seu ponto de vista sobre o tema.

A primeira audiência sobre os riscos do amianto aconteceu na última sexta-feira, 24, e contou com a participação da Fundacentro, que apresentou casos de trabalhadores que contraíram doenças obtidas pelo contato com a fibra.

“Banir o amianto é saudável e desejável, factível tecnologicamente e economicamente”, afirmou o presidente da Fundacentro, Eduardo de Azeredo Costa, que na audiência representou o Ministério do Trabalho e Emprego.

Na ocasião, ele defendeu que o banimento do amianto “é um passo importante para a inserção do Brasil no processo civilizatório mundial”.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #01 - 2023