FIQUE SÓCIO!

Opinião
COMPARTILHAR

Claudio Magrão

Por admin | 06 dez 2012

TAGS

Opinião

A organização dos trabalhadores.

A Revolução Industrial alterou o modo de produção e de vida das pessoas. Com a nova ordem estabelecida foram submetidas às mais cruéis formas de exploração, tais como jornadas de até 16 horas de trabalho; assédio moral e sexual; etc.

Os trabalhadores só começaram a conquistar direitos a partir do momento em que se organizaram de forma coletiva.
Os Sindicatos lutam pela redução da jornada de trabalho, o fim do fator previdenciário, os direitos das mulheres, o combate aos abusos patronais como os assédios moral e sexual, condições dignas com segurança ao trabalhador, dentre tantos outros, na verdade, representam uma extensão da luta que começou há anos e anos.

Os direitos que proporcionaram melhores condições, tanto de trabalho como de vida, conquistados ao longo de muitos anos.
Muitos reivindicam melhores condições, no entanto, não participam do Sindicato. E a história nos mostra que os direitos que proporcionaram melhores condições de vida se deram pela ação coletiva dos trabalhadores.

Se há mais de 15 anos os metalúrgicos do Estado de São Paulo recebem reajustes salariais com aumentos reais, abonos e contam com cláusulas sociais, que estão asseguradas por meio de Convenção Coletiva, é porque os trabalhadores estão organizados em entidades sindicais e, desta forma, têm força para negociar com os grupos patronais.

 

CLAUDIO MAGRÃO
Presidente da Federação dos
Metalúrgicos do Estado de São Paulo

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #01 - 2023