FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Categoria avisa a patrões: acordo só com aumento e direitos

Por Cristiane Alves | 22 set 2015

Os metalúrgicos apresentaram as suas reivindicações aos grupos patronais já deixando bem claro qual é o rumo que esperam para as negociações: acordo com aumento real e direitos. “Passamos por várias recessões, mas nunca deixamos de ter o reajuste e a reposição das perdas. Esperamos que neste ano não seja diferente”, avisou o presidente da Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo, Claudio Magrão.

Para reforçar a disposição de luta, os metalúrgicos fizeram um ato em frente a Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) pouco antes da entrega da pauta. Os metalúrgicos de Osasco também marcaram presença no ato.

[wppa type=”slide” album=”256″][/wppa]

E o presidente da CNTM (Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos), Miguel Torres, avisou que a categoria prepara uma série de manifestações para cobrar uma negociação “muito sincera e honesta para que possamos fechar o acordo”.

Para isso, articulados pela Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo, vamos preparar mobilizações em toda a base para pressionar os patrões. E na região de Osasco não será diferente.

A pauta foi entregue na manhã desta terça-feira, 22, aos representantes dos grupos 2 (máquinas e equipamentos), 19-3 (laminação), 10 (iluminação), 3 (autopeças), estamparia e fundição.

Entre as reivindicações estão o aumento real, valorização do piso salarial, delegados sindicais, fim dos acidentes de trabalho, 40 horas semanais e trabalho decente.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #09