FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Categoria aprova assembleia permanente e pauta da luta por direitos

Por Cristiane Alves | 26 set 2017

Os metalúrgicos de Osasco e região estão em assembleia permanente para aprovar a pauta de reivindicações nas portas de fábrica e avançar com a organização da luta para garantir os direitos da Convenção Coletiva. A decisão foi tomada no sábado, 23, na assembleia convocada para discutir a pauta.

Após as explicações do nosso presidente Jorge Nazareno, a categoria deliberou pela assembleia permanente até eventual modificação da legislação trabalhista, sem prejuízos das deliberações da assembleia. Com isso, o Sindicato vai levar a discussão para a categoria referendar nas portas de fábrica. Essa é uma estratégia de fortalecimento da resistência a ofensiva patronal que visa enfraquecer a nossa Convenção Coletiva, com a entrada em vigor da reforma trabalhista.

Por isso, além da renovação da Convenção Coletiva, a pauta inclui 19 reivindicações que buscam blindar os nossos direitos. Ela inclui: não a terceirização das atividades fins, acompanhamento das homologações pelo Sindicato, veto a acordos individuais e ao trabalho intermitente, contribuição para a manutenção do Sindicato enquanto instrumento de luta, entre outras.

Os companheiros aprovaram a estratégia. “A pauta foi muito bem explicada. Não só o valor do aumento, o que está em jogo é a legislação trabalhista. A gente tem de brigar por isso mesmo”, defendeu um companheiro de Osasco.

Para outro companheiro, de Taboão da Serra, não podemos admitir que vão para frente negociações sem a participação do Sindicato, como previsto na reforma trabalhista. “Já fiz parte de comissão de negociação e vi que é muito difícil conversar com o patrão. Eles são inflexíveis”, definiu.

A pauta será entregue aos grupos patronais nesta quarta e quinta-feira, 27 e 28. A data anteriormente prevista era terça-feira, porém, por conta da agenda patronal precisou ser alterada.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #08