FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

As campanhas salariais do segundo semestre

Por Auris Sousa | 17 jul 2014

Acontecem no segundo semestre as campanhas salariais das maiores categoriais profissionais de trabalhadores do país. A tendência continua sendo a de aumentos reais, como tem acontecido nos últimos anos, mas a conquista de bons resultados não deve ser fácil. 

Primeiro, a economia mundial vive um momento de incerteza. O ritmo da atividade econômica do país se reduziu; temos pela frente um processo eleitoral (que embora possa ter reflexos positivos em alguns setores) sempre gera alguma instabilidade e; além disso, este ano, com a Copa do Mundo, talvez haja alguns novos efeitos de desaquecimento.

A inflação também assusta, mas o IPCA-IBGE, em alta de 3,75% no ano, apresentou queda em junho, pelo terceiro mês consecutivo, mostrando que deve ceder, como tem acontecido todos os anos a partir do segundo semestre. O custo dos alimentos começou a cair e o mesmo ocorre com outros preços. As maiores altas ainda estão no grupo de gastos ligados aos serviços nos quais estão passagens aéreas e outros preços influenciados pela Copa do Mundo. Passado o evento, também deve haver redução.

Com a inflação sob controle, o desemprego em baixos patamares e a concentração, no semestre, de negociações coletivas de grandes categorias, com forte poder de mobilização, os resultados das negociações para os trabalhadores não devem destoar dos no ano passado.

José Silvestre Prado de Oliveira,
coordenador de relações sindicais

 

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #08