FIQUE SÓCIO!

Press Releases
COMPARTILHAR

700 trabalhadores da Delphi-Cotia entram em greve nesta 2ªf contra transferência da planta

Por Auris Sousa | 03 ago 2015

Os trabalhadores da planta de Cotia da Delphi Automotive amanhecem do lado de fora da linha de produção nesta segunda-feira, 3. A partir das 8h, eles farão assembleia para aprovar o indicativo de greve contra a decisão intransigente da empresa de mudar sua planta para Piracicaba (SP).

O indicativo de greve foi aprovado em reunião no sábado, 1, na subsede de Cotia, que envolveu cerca de 300 trabalhadores, indignados com a falta de respeito da empresa com eles e com o Sindicato. Isso porque a empresa anunciou aos trabalhadores o novo endereço da planta e deu prazo de somente 30 dias para que eles possam decidir se querem acompanhar a mudança. Os trabalhadores não têm clareza sobre qualquer pacote de benefícios, nem o Sindicato foi procurado para negociação sobre o assunto.

Os rumores sobre uma possível mudança de planta já eram antigos. Em maio, mais uma vez o Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região e a empresa se reuniram e uma das pautas eram esses boatos. A empresa respondeu que havia estudos. “Fica claro que a Delphi estudou o tempo que precisou e agora, do dia para noite, coloca toda a pressão sobre 700 famílias. Não negociou com o Sindicato, não teve transparência e responsabilidade com os trabalhadores e a cidade. Por isso, a saída é a greve”, afirma o presidente do Sindicato, Jorge Nazareno.

Impactos – Além do impacto direto a família de 700 metalúrgicos – cujas esposas trabalham na cidade e na região, filhos estudam -, a mudança impacta diretamente no município de Cotia e na economia regional. A estimativa do Sindicato é que mais de R$ 40 milhões deixem de ir para a economia em forma de salários, tendo como base a média salarial de R$ 3.500 na empresa. A isso se soma os impactos no sistema de saúde pública, já que a maioria dos trabalhadores não deve migrar com a empresa e, com isso, podem perder convênios médicos. Além disso, haverá as perdas para os prestadores de serviço a Delphi.

Mesmo com todas as dificuldades da economia global, a Delphi faturou ao longo dos últimos anos mais de R$ 70 milhões ao ano. Resultado que tende a até se ampliar em 2015, já que a empresa tem se beneficiado da valorização do dólar.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #03