FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

30 mil metalúrgicos em luta por aumento real e direitos

Por Cristiane Alves | 07 out 2014

Já são 30 mil companheiros mobilizados nas fábricas, com o mutirão de assembleias, que nesta terça-feira, 7, reúne os companheiros e as companheiras das metalúrgicas situadas na zona Sul de Osasco, Carapicuíba e Embu das Artes.

As assembleias de hoje acontecem em empresas como Meritor, San Rafael, Prodec, Açotecnica, Belgo, Mecano Fabril, Albras, Blum, entre outras. É a quarta semana de mutirão, que mobiliza trabalhadores de Barueri, Santana de Parnaíba, Pirapora do Bom Jesus, Taboão da Serra, Vargem Grande, Cotia, Itapecerica da Serra, Itapevi e Jandira.

[wppa type=”slide” album=”198″][/wppa]

Além das assembleias, todos os sábados, os trabalhadores se reúnem na sede e nas subsedes do Sindicato para avaliar a situação das empresas, as negociações com os grupos patronais e definir estratégias de mobilização. O próximo seminário acontece neste sábado, 11, nas subsedes de Taboão da Serra – para os metalúrgicos de Embu – e de Barueri – para os metalúrgicos de Carapicuíba – e na sede, em Osasco – para os trabalhadores da zona Sul de Osasco.

Seminário neste sábado – As assembleias e seminários acontecem desde agosto e a pauta foi entregue em setembro. As negociações já começaram, mas ainda não há avanços. Por isso, o ritmo da mobilização só vai aumentar, inclusive em apoio aos metalúrgicos do ABC, Campinas e Vale do Paraíba, que também estão em Campanha Salarial. “Com crise ou não, o discurso é mesmo, de que não dá para dar aumento. Mas a luta dos trabalhadores não pode parar. Por isso, vamos unificar nossa luta em busca do aumento e de nossos direitos”, avalia o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região, Jorge Nazareno.

A categoria reivindica aumento real, valorização do piso salarial, fim das terceirizações, redução da jornada para 40 horas semanais, estabilidade para delegados sindicais, entre outros itens da pauta.

Os trabalhadores das metalúrgicas da região de Osasco participam da Campanha Salarial Unificada, organizada pela Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo, filiada à Força Sindical. A data-base da categoria é em 1º de novembro. São 700 mil trabalhadores mobilizados.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #08