FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

16 mil metalúrgicos protestam por aumento real

Por Auris Sousa | 23 set 2014

A mobilização por aumento real atingiu a marca de 16 mil trabalhadores nesta terça-feira, 23, no segundo dia do mutirão de assembleias da Campanha Salarial 2014 promovido pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região. Hoje, foi a vez dos trabalhadores de Vargem Grande Paulista, Santana de Parnaíba e da zona norte de Osasco mostraram que estão dispostos a entrar em greve pela aprovação da pauta de reivindicações.

[wppa type=”slide” album=”191″][/wppa]

Nesta terça, 9 mil trabalhadores de fábricas como Delphi, Spirax Sarco, Terex, Vastec, Jedal, Univel, WegFlex, Viel, Novex se mobilizaram e mostram a força da categoria. As assembleias na região continuam na parte da tarde em mais empresas, entre elas: Corneta e Arim.

Além do aumento real (acima da inflação), a categoria reivindica a valorização dos pisos, estabilidade ao delegado sindical, 40 horas semanais, fim do fator previdenciário, entre outras cláusulas sociais e econômicas.

“A movimentação realizada nas fábricas também colabora para pressionar os grupos patronais a abrirem as negociações. A nossa meta é fechar nossa Campanha Salarial até a nossa data-base, que é em 1º de novembro”, reforçou o presidente do Sindicato, Jorge Nazareno.

Mais articulação – No próximo sábado, 27, os trabalhadores destes municípios se organizarão na sede do Sindicato e nas subsedes de Barueri e Cotia, num seminário para reforçar a mobilização.

Na próxima semana a unidade também será reforçada com assembleias e mutirões nas fábricas de Itapevi e Taboão da Serra.

Unidade – Os metalúrgicos de Osasco e região participam da Campanha Salarial Unificada, organizada pela Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo, que representa cerca de 700 mil trabalhadores.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #08