FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Sindicato e ex-diretores são homenageados pelos 50 anos da entidade

Por Auris Sousa | 07 ago 2013

Com muitos aplausos, o Sindicato foi homenageado na sexta-feira, 2, pelos seus 50 anos de atuação. O ato aconteceu no Metalclube diante de pessoas que contribuíram com a construção da entidade. Na ocasião, ex-diretores e trabalhadores do Sindicato também foram homenageados.

[wppa type=”slide” album=”92″][/wppa]

Ao longo dos 50 anos, várias conquistas foram alcançadas, sempre na busca do melhor ambiente de trabalho para todos os trabalhadores, como também em prol de toda a sociedade. Foi o que resumiu o vice-presidente do Sindicato, Carlos Aparício Clemente. “O Sindicato não abre mão de sua representatividade e também está de olho nos problemas gerais, sem perder a sua identidade e vamos avançar muito mais nos próximos anos”.

Luta constante

Para o presidente do Sindicato, Jorge Nazareno, a data marca a evolução da entidade e cada conquista que foi alcançada nos últimos anos. “Todos ajudaram a construir, não existe o antes e o depois, mas sim os momentos construídos por cada um que passou. Não podemos nos esquecer que, para chegar aos 50, passamos pelos 30, e assim por diante”, ressaltou Jorge.

Avaliação que também foi dividida pelo secretário-geral da Força Sindical João Carlos Gonçalves, Juruna, que enfatizou que “comemorar 50 anos é lembrar de 18.250 dias”. Isto porque a luta para assegurar e ampliar os direitos dos trabalhadores é diária.

Atuação reconhecida pelo prefeito de Osasco, Jorge Lapas, que parabenizou o Sindicato e homenageou a entidade com uma placa de honra ao mérito. “Temos orgulho de termos aqui [em Osasco] um Sindicato que marca a história do país e que faz com que Osasco seja conhecido mundialmente”, enfatizou o prefeito.

Ex-diretores foram homenageados 

Durante o ato, trabalhadores e ex-diretores do Sindicato, metalúrgicos, sindicalistas e autoridades foram homenageadas. Cada um deles recebeu uma medalha, que marca estes 50 anos. Antonio Toschi, ex-presidente da entidade, lembrou do período em que foi presidente e enfatizou o exemplo de luta da entidade. “Fez uma greve geral sem piquete e demonstrou que sabe fazer sindicalismo”.

Uma homenagem especial também foi feita para o ex-presidente do Sindicato, José Ibrahin (em memória). Além de merecer painéis especiais na exposição, que conta os 50 anos de história da entidade, foi aplaudido por sua atuação por diversas vezes e foi representado por seus filhos – Gabriel e Carlos. “O sobrenome do meu pai é Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região. Meu pai entendeu que um sindicato se constrói da fábrica para o sindicato e não do Sindicato para fábrica. Del Papa teve a brilhante ideia de criar o Sindicato e outros teve a brilhante ideia de manter. Meu pai foi um daqueles que lutou a vida inteira por isto”, enfatizou emocionado Carlos Ibrahin.

Selo comemorativo

No evento, a secretária-geral (licenciada) do Sindicato, Monica Veloso, apresentou o selo comemorativo dos 50 anos, que será usado nas correspondências da entidade. Além disso, relembrou o projeto 50 anos e destacou outras atividades que ainda acontecerão pelos 50 anos: Lançamento do livro e do CEDOC Sindmetal.

 

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #03