FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

São Paulo reduz em 14% vagas para o Primeiro Emprego

Por admin | 18 jul 2012

TAGS

Juventude

São Paulo está com menos vagas para os jovens que buscam o primeiro emprego. Segundo informações do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) a cidade criou 123 mil oportunidades para os jovens nos cinco primeiros meses do ano, ante 143 mil no mesmo período em 2011, uma queda de 14%.

“A indústria é uma grande porta de entrada para o primeiro emprego, e ela tem gerado bem menos postos de trabalho agora”, diz o economista chefe do Sindicato das Indústrias do Vestuário de São Paulo, Haroldo Silva.

De acordo com ele, embora a economia do país esteja em um patamar elevado de emprego, o desemprego atinge apenas 6% da população, setores da indústria que geram empregos para os jovens mostram sinais de dificuldade.

Para Haroldo Silva, essa conjuntura, que acaba prejudicando a entrada dos jovens no mercado de trabalho, pode ser considerada um fenômeno mundial, não só brasileiro. “A Espanha é um dos epicentros da crise internacional, e ela tem 50% dos seus jovens, que estão buscando oportunidade, desempregados. Não é um caso como o brasileiro, nós estamos em uma situação bem melhor, mas realmente o primeiro emprego tem sido prejudicado”.

O economista lembra que o governo tem atuado para aquecer a economia, mas avalia que as ações devem ser mais “contundentes” para que os empresários voltem a contratar. “O governo brasileiro não utilizou ainda todo o arsenal que poderia ter utilizado para a reação da indústria, tem tomado medidas paulatina e pontuais”.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #01 - 2023