FIQUE SÓCIO!

Press Releases
COMPARTILHAR

Protesto cobra aprovação da Pauta Trabalhista

Por Auris Sousa | 05 jul 2013

Trabalhadores de diversas categorias profissionais vão estar juntos numa grande passeata pelas principais avenidas de Osasco na quinta-feira, 11, para cobrar a implantação da Pauta Trabalhista. A manifestação marca o Dia Nacional de Lutas, organizado pelas centrais sindicais e pelos sindicatos da região.

Os trabalhadores vão se reunir em frente a empresa Meritor, no centro de Osasco, para onde irão se dirigir metalúrgicos, bancários, comerciários, químicos, entre outras categorias que já confirmaram presença na manifestação. “Vamos mobilizar o máximo número de trabalhadores da região”, afirmou José Elias de Gois, presidente do Cisssor (Conselho Intersindical de Saúde e Seguridade Social de Osasco e Região), que representa 35 sindicatos.

As definições sobre o movimento na região foram tomadas em reunião na manhã desta quinta-feira, 4, na sede do Sindicato dos Comerciários de Osasco e Região, com a presença de diversas lideranças sindicais.

Pauta dos trabalhadores

– Fim do Fator Previdenciário;

– Jornada de 40 horas semanais, sem redução salarial;

– Reajuste digno para os aposentados;

– Mais investimentos em saúde, educação e segurança;

– Transporte público de qualidade;

– Fim do Projeto de Lei 4330 que amplia a terceirização;

– Reforma Agrária;

– Fim dos leilões do petróleo;

– Fortalecimento do Ministério do Trabalho;

– Democratização da mídia.

Sem respostas – A pauta trabalhista foi aprovada em 2010, na 2ª Conferência Nacional da Classe Trabalhadora, e encaminhada a então candidata à Presidência, Dilma Rousseff. Em março deste ano, na 7ª Marcha à Brasília, as centrais reuniram cerca de 50 mil trabalhadores para cobrar as mesmas reivindicações. No entanto, até o momento, não houve avanços em itens reivindicados há anos, como: redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais, sem redução de salários, e fim do fator previdenciário.

As reivindicações da Pauta Trabalhista vão ao encontro daquelas feitas pelo conjunto da população que tem ido às ruas se manifestar nos últimos dias, já que a Pauta também inclui: saúde, educação, melhoria do transporte público, entre outras. Na região de Osasco, a pauta ganha mais dois itens: fortalecimento do Ministério do Trabalho, principalmente visando a melhoria da fiscalização de condições de saúde e segurança, e democratização dos meios de comunicação. “Tudo isso demonstra a urgência e a necessidade de se atender a pauta. Não é o interesse de um grupo específico, mas de o conjunto dos brasileiros que temos reivindicado há anos”, avalia o diretor do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região, Gilberto Almazan.

Em São Paulo e pelo país afora, o dia 11 será marcado por outras manifestações e greves com a mesma pauta.

Serviço:
Dia Nacional de Luta: em defesa da democracia e dos direitos dos trabalhadores
Data: quinta-feira, 11
Horário: 8h (concentração)
Local: Av. João Batista, 826 – centro – Osasco (em frente a empresa Meritor)

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #03