FIQUE SÓCIO!

Campanha Salarial 2015
COMPARTILHAR

Pela reposição da inflação e direitos

Por Auris Sousa | 04 nov 2015

opiniao-barra-jorgeA assembleia de quinta-feira, 29, deixou claro que não vamos aceitar acordo que não garanta, no mínimo, o poder de compra dos metalúrgicos e das metalúrgicas, com a reposição da inflação e também que garanta os direitos da Convenção Coletiva.

Por isso, a partir desta semana, vamos retomar as negociações com os grupos patronais com essa posição ainda mais firme, chancelada pela decisão da nossa assembleia e da categoria como um todo, isso porque na capital e no interior a decisão tem sido acompanhada pelos companheiros que participam da Campanha Salarial Unificada dos Metalúrgicos do Estado e São Paulo.

O lema da nossa Campanha é Mais Salários e Mais Empregos. Por isso, o acordo com o grupo 2 contempla a correção pela inflação também do piso salarial. Sabemos que não é o acordo que idealizávamos, mas, sem dúvidas, tendo em vista o contexto político e econômico, é um bom acordo, que vai ao encontro da nossa luta e da realidade do nosso setor.

É por isso mesmo que nem levamos para a assembleia as propostas rebaixadas feitas pelos demais grupos. Eles não queriam pagar nem a inflação e falaram em mexer em direitos como a licença maternidade de 180 dias. O que isso tem a ver com a crise econômica? Sem dúvidas, uma forma de se aproveitar da crise para rebaixar direitos. Mas, isso não vamos permitir.

Temos reuniões agendadas para esta semana. Vamos pressionar na mesa de negociações e se não houver acordos com os grupos vamos partir para o debate por empresas. Os próximo dias serão decisivos. 

Jorge Nazareno
Presidente do Sindicato dos
Metalúrgicos de Osasco e Região
[email protected]

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #03