FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Montadoras repassarão reduções de impostos ao consumidor, diz Anfavea

Por admin | 22 maio 2012

As reduções de impostos para a compra de automóveis serão integralmente repassadas aos consumidores, assegurou na segunda-feira, 21, o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Cledorvino Belini. Segundo ele, a desoneração de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) mais os descontos sobre os preços de tabela prometidos pelas montadoras permitirão que os carros populares fiquem quase 10% mais baratos.

Para veículos de até 1.000 cilindradas, o IPI será reduzido em 7 pontos percentuais. Somada ao desconto de 2,5% sobre o preço de tabela acertado entre as montadoras e o governo, a redução para o consumidor totalizará 9,5%.

Segundo Belini, a medida representa uma oportunidade para o setor automotivo recuperar as vendas, que estão diminuindo desde o início do ano. “Sem dúvida, [o pacote de estímulos] atende à demanda do setor. A indústria está com estoques altos, e as medidas vão destravar o crédito”, disse o presidente da Anfavea, logo após o anúncio do ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Durante o detalhamento das medidas, Mantega cobrou que as montadoras não demitam e repassem as reduções de impostos. “É um compromisso. A indústria automotiva nunca descumpriu um acordo. Eu confio na Anfavea e também nos bancos [que se comprometeram a liberar mais crédito para a compra de veículos]”, destacou o ministro.

Para veículos de até 1.000 cilindradas, o IPI será reduzido em 7 pontos percentuais. Os veículos entre 1.000 e 2.000 cilindradas movidos a álcool ou flex terão o imposto diminuído em 5,5 pontos. Para o mesmo tipo de automóvel movido à gasolina, a redução corresponderá a 6,5 pontos. Utilitários e veículos comerciais pagarão 3 pontos percentuais a menos de IPI.

Leia também:

 

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #01 - 2023