FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Metalúrgicos aprovam acordo com G2 como parâmetro

Por Cristiane Alves | 29 out 2015

O parâmetro para a luta dos metalúrgicos de Osasco e região é a reposição da inflação, estimada em 10%, até o fechamento da nossa data-base (1º de novembro). Essa foi a proposta aprovada em assembleia pelos trabalhadores que lotaram a sede nesta quinta-feira, 29.

Somente o grupo 2 (máquinas e eletroeletrônicos) apresentou proposta que inclui a reposição da inflação. Além disso, também contempla a aplicação do mesmo percentual de aumento nos pisos, 20% de abono e renovação de todas as cláusulas sociais da Convenção Coletiva de Trabalho.

Os demais grupos patronais – 3 (autopeças), Fundição, 19-3 (laminação de metais, materiais ferroviários, artefatos de metais, refrigeração, condutores elétricos, esquadrias etc.) – ofereceram reajuste abaixo da inflação. Por isso,  as propostas foram rejeitadas na mesa de negociação. Já o Grupo 10 (iluminação) não fez nenhuma proposta.

A expectativa é que os demais grupos melhorem as propostas ainda na próxima semana. Mas, a categoria vai buscar acordos por empresas tendo como parâmetro a decisão da assembleia, ou seja, reposição da inflação e garantia de nossos direitos.

Para isso, a mobilização é decisiva. “Vamos discutir com todos os grupos até o final da semana que vem, aquele que não apresentarem proposta, vamos buscar a negociação por empresa”, avisou o presidente do Sindicato, Jorge Nazareno.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #03