FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

H.Buster em estado de greve por salários

Por Cristiane Alves | 03 abr 2013

Os metalúrgicos da H.Buster vão aguardar em estado de greve o pagamento de seus salários. Se a situação não for resolvida até segunda-feira, 8, vão entrar em greve por tempo indeterminado. Essa foi a conclusão imediata dos cerca de 900 trabalhadores diante da notícia dada pelo Sindicato de que a empresa não tem condições de realizar os pagamentos previstos para o dia 5. O posicionamento foi tirado em assembleia na porta da empresa nesta quarta-feira, 3.

[wppa type=”slide” album=”59″][/wppa]

A força de trabalho da empresa é majoritariamente composta por mulheres, muitas estão gravidas, e jovens em seu primeiro emprego. Eles se mostraram perplexos com a informação.  “É desmotivante. Faz pensar se vale a pena ficar lá. A gente fica inseguro”, afirmou um trabalhador.

Muitos se preocupavam com as dívidas. “Na segunda-feira tenho de pagar a pessoa que olha meu filho. Não vou ter dinheiro. Como vou fazer? Não tenho como trabalhar se não tiver com quem deixa-lo”, desabafou uma metalúrgica.

Por isso, entre os trabalhadores a disposição é de permanecer firme na luta até que haja uma solução. “Estou aqui até o último momento”, enfatizou um companheiro.

Protesto – Por isso, o Sindicato convocou os trabalhadores a saírem em passeata pelas ruas de Cotia rumo à Câmara de Vereadores e a Prefeitura, com o objetivo de levar a população o que está acontecendo na empresa e também de sensibilizar as autoridades a dialogarem junto com o Poder Judiciário de Cotia para que libere o valor necessário para que seja feito o pagamento dos trabalhadores.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #03