FIQUE SÓCIO!

Campanha Salarial 2015
COMPARTILHAR

Em assembleia neste sábado, categoria avalia rumos da mobilização

Por Cristiane Alves | 20 out 2015

A categoria tem seminário neste sábado, 24, para avaliar e construir os rumos da mobilização da Campanha Salarial 2015. O Sindicato convoca os metalúrgicos e as metalúrgicas da região a comparecer na sede para, a partir das 9h, participar do debate.

O seminário acontece ao final da segunda semana de negociações com os grupos patronais. O Sindicato vai informar os companheiros e as companheiras sobre o andamento das conversas com os patrões. “As primeiras conversas foram bem difíceis, mas não é impossível alcançar nossa pauta”, avalia o diretor Gilberto Almazan, que participa das negociações.

Metalúrgicos da Jan Lips, em Taboão da Serra, já estão mobilizados para o seminário de sábado, 24

Metalúrgicos da Jan Lips, em Taboão da Serra, já estão mobilizados para o seminário de sábado, 24

Ele reconhece os prejuízos provocados pela crise a categoria, mas aponta fatores a favor dos metalúrgicos e do país. “A força da nossa campanha salarial está na luta unificada. Somos mais de 700 mil mobilizados. E tem também outro componente que é a alta do dólar que tem ajudado setores da indústria que, antes, sofriam com a valorização do real”, aponta Gilberto, mencionando que nem todos os ramos da metalurgia são afetados pelos efeitos da crise.

Mobilização ­– Para fortalecer a negociação, a categoria pressiona nas portas das fábricas, desde o início das reuniões com os patrões, os diretores do Sindicato e a categoria realizaram diversas assembleias de advertência aos patrões: ou fecha acordo com reajuste e direitos ou vamos para greve.

Companheiros da Wap Metal também mostraram disposição de luta

Companheiros da Wap Metal também mostraram disposição de luta

Nesta semana, tem mais mobilização em empresas como: Cinpal, Spaal, Daisa, Lumex, Schunk, Gerdau, Southco, Emofer, CTrens, Conformetal, Danfoss, Laminação Pasqua, MKS, Nyaço, entre outras. Ao todo, 20 mil metalúrgicos participam das assembleias de mobilização.

PautaA nossa data-base é em 1º de novembro e na pauta estão questões as garantias da Convenção Coletiva, além da valorização do piso salarial, eleição de delegados sindicais, 40 horas semanais, fim dos acidentes de trabalho, fim das terceirizações.

Reivindicações que só podem ser alcançadas com luta. Fique atento, participe das assembleias nas portas das fábricas e na sede, no próximo sábado.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #03