FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Companheiros da Demag lutam contra a terceirização

Por Auris Sousa | 26 mar 2014

Os metalúrgicos da Demag, em Cotia, estão unidos contra a terceirização, que vem crescendo dentro da empresa. No ano passado, após mobilização dos companheiros, a empresa se comprometeu a resolver o problema. Ao invés disso, contratou mais terceirizados, tanto que neste ano o número de trabalhadores que atuam nestas condições já somam mais de dez.

Trabalhadores da Demag estão unidos pelo fim da terceirização dentro da empresa

Para o diretor do Sindicato, Claudio Mattos, esta situação não pode mais continuar, por isso que os trabalhadores ameaçam até mesmo a entrar de greve, caso a situação não mude. “A empresa vai ter que resolver este problema com a fábrica trabalhando ou parada”, enfatizou.

Saiba maisCom o objetivo de assegurar os direitos trabalhistas dos metalúrgicos, a Convenção Coletiva da categoria proíbe que a atividade principal das metalúrgicas seja realizada por trabalhadores terceirizados. A medida também é proibida pela Súmula 331, do TST (Tribunal Superior do Trabalho). Isso porque, a terceirização viola as conquistas trabalhistas, com salários menores, jornada de trabalho maior e redução de direitos trabalhistas.

Até o momento, a legislação permite que apenas as atividades meio sejam executadas por terceirizados.

Atividade fim – Segundo a CLT, em seu artigo 581, em seu segundo parágrafo, entende-se por atividade fim “a que caracterizar a unidade do produto, operação ou objetivo final, para cuja obtenção todas as demais atividades convirjam, exclusivamente em regime de conexão funcional”.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #10