FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Acidente com robô na Cinpal fere gravemente metalúrgico

Por Auris Sousa | 09 fev 2021

O companheiro Jacinto Camargo Mathias, de 42 anos, ficou gravemente ferido na quinta-feira, 4, depois de ser atingido por um robô na fábrica 3 da Cinpal, em Taboão da Serra. O Sindicato exige a fiscalização do caso e providências por parte da empresa para que acidentes como este não ocorram.

Em assembleia na Cinpal, diretoria do Sindicato fortalece a mobilização dos trabalhadores por prevenção

Segundo informações obtidas pelo Sindicato, o acidente aconteceu por volta das 15:15, jacinto observava algumas peças que estavam esfriando no forno e foi atingido por carregador móvel robotizado e caiu numa repartição da máquina.

A empresa prestou socorro para Jacinto, que teve fratura na clavícula, corte no supercilio. O companheiro chegou a ficar internado na UTI, após melhora, foi transferido para o quarto e está em recuperação com um dreno no pulmão.

Líder sindical Fábio orienta os trabalhadores sobre a importância da mobilização e organização para próximas ações do Sindicato, como cobrança de fiscalização

Assim que ficou sabendo do caso, o Sindicato cobrou a realização de reunião extraordinária da CIPA, que aconteceu na segunda-feira, 8, e está acompanhando o caso.

Falta Fiscalização

Em menos de um mês, este é o terceiro acidente grave que acontece na Cinpal. O Sindicato solicitou fiscalização à Gerência Regional do Trabalho, em Osasco, dos acidentes, mas ela não aconteceu. O resultado é fruto da precarização que toma conta de vários órgãos públicos e prejudica ainda mais os trabalhadores.

A fiscalização do trabalho existe para atuar no sentido de impedir, por meio da prevenção, que novos acidentes aconteçam, mas sem fiscais, não há fiscalização. Há anos o Sindicato denuncia o sucateamento da Gerência, e a falta de auditores fiscais. “Sem investimentos, sem concursos a situação só piora. Mas não vamos poupar esforços para os trabalhadores terem a integridade física e mental, e seus direitos respeitados”, destaca o secretário-geral do Sindicato, Gilberto Almazan.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #08