FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

#‎BelaRecatadaDoLar: Abismo entre homens e mulheres é maior dentro de casa

Por Auris Sousa | 20 abr 2016

O contrário do que se pensa, a participação masculina nos afazeres domésticos não evoluiu muito nos últimos anos. Segundo a pesquisa “Mulheres e trabalho: breve análise do período 2004-2014”, o percentual de homens que assume tarefas não remuneradas da casa cresceu pouco – de 46% para 51% em uma década. Já o das mulheres segue inalterado. Em 2014, era de 90%.

O estudo que é divulgado pelo divulgado pelo Ipea (Instituto de Pesquisa econômica Aplicada), mostra também que o tempo gasto com esses afazeres é outro dado importante para retratar a desigualdade entre os gêneros. Nos 10 anos analisados pela pesquisa, as mulheres aumentaram a presença no mercado de trabalho, mas reduziram pouco o tempo gasto com a casa, que passou de 27,1 horas semanais para 25,3 horas semanais. Já em relação aos homens esse número se manteve inalterado: 10,9 horas semanais, menos da metade da dedicação feminina. Ou seja, a divisão de tarefas continua desigual.

Isso nos mostra algo muito importante: quando tratamos de diferenças entre homens e mulheres precisamos considerar não apenas o mercado de trabalho, mas tudo. Por isso que o Sindicato, representado pela diretora Gleides Sodré, adere a campanha que circula nas redes sociais #BelaRecatadaDoLar.

“Não me venham impor exemplos de mulher, não me encaixe nos padrões Machistas, Racistas, Homofóbicos, Xenofóbicos e etc e tal… Tô na luta há tempos defendendo que lugar de mulher é onde ela quiser, e agora me vem com essa??? ‪#‎BelaRecatadaDoLar

A hashtag faz alusão a matéria sobre a Marcela Temer, esposa do vice-presidente Michel Temer, publicada pela revista Veja, com o título: “Bela, recatada e ‘do lar’”. Mas não é só o título que causou incomodo, o tom da matéria também. Nas redes sociais, boa parte dos internautas reclama do viés machista adotado pela revista.

Diretora Gleides Sodré fez questão de participar da campanha #BelaRecatadaDoLar

Diretora Gleides Sodré fez questão de participar da campanha #BelaRecatadaDoLar

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #06