FIQUE SÓCIO!
Monica Veloso
COMPARTILHAR

Respeito às mulheres!

Por Monica Veloso - Vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região  14 mar 2022

Eu, como mulher e militante pelos direitos das mulheres, não posso e não vou deixar de comentar o conteúdo dos áudios do Deputado Estadual Arthur do Val, conhecido como Mamãe Falei. É tanta violência contra às mulheres, em especial as ucranianas, que se calar neste momento é compactuar com tamanho desrespeito.

Palavras matam, principalmente diante de um conflito ao qual as ucranianas vivem, neste momento. O deputado se utilizou de um momento de extrema vulnerabilidade para ofender mulheres em situação de guerra. Após o ocorrido, ele retirou a pré-candidatura ao governo de SP. É o mínimo. Como cidadãs e cidadãos brasileiros, nós precisamos não só repreender esta postura, mas exigir da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) as medidas cabíveis e uma reprimenda em relação a esta postura.

É necessário que tenhamos muito claro que preconceito, misoginia (ódio ou aversão às mulheres), sexismo (atitude de discriminação fundamentada no sexo) não são toleráveis numa sociedade democrática, que precisa respeitar os direitos das pessoas. Além disso, os dados no Brasil sobre violência contra as mulheres são praticamente de uma guerra.

Segundo dados do cronômetro da Agência Patrícia Galvão, a cada dez minutos uma mulher é estuprada no Brasil. A cada dia, três mulheres são vítimas de feminicídio. A cada dois dias, uma travesti ou mulher trans é assassinada no país. Por hora, 30 mulheres sofrem agressão física.

Respeito aos direitos das mulheres. Respeito à vida das mulheres. Respeito ao corpo das mulheres. Não à misoginia. Mexeu com uma, mexeu com todas!

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #28