FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Novas reduções da taxa de juros devem ser feitas “com parcimônia”, diz ata do Copom

Por Auris Sousa | 26 abr 2012

Novas reduções da taxa básicas de juros, a Selic, devem ser conduzidas com parcimônia, segundo a ata da última reunião do Copom (Comitê de Política Monetária) do BC (Banco Central), divulgada nesta quinta-feira, 26.

O documento destaca que “mesmo considerando que a recuperação da atividade vem ocorrendo mais lentamente do que se antecipava, o Copom entende que, dados os efeitos cumulativos e defasados das ações de política [reduções da taxa Selic] implementadas até o momento, qualquer movimento de flexibilização monetária adicional deve ser conduzido com parcimônia”.

Com o documento divulgado hoje, o Banco Central muda o discurso vigente até o mês passado – que indicava um piso para a taxa básica de juros, a Selic, em 9% ao ano. Na ata de março, o Compom informava que a Selic estava se deslocando para patamares “ligeiramente acima dos mínimos históricos, e nesses patamares se estabilizando”. A menor taxa já registrada foi 8,75% ao ano, de julho de 2009 até o final de abril de 2010, quando subiu para 9,5% ao ano. Agora, o BC indica a possibilidade de novas reduções, mas com parcimônia.

Em março deste ano, o BC reduziu a taxa Selic de 10,5% para 9,75% ao ano. Na reunião deste mês, houve nova redução de 0,75 ponto percentual para 9% ao ano.

Leia também:

Trabalho escravo é um problema comum no Brasil, avalia Santini

Desemprego tem leve alta mensal, mas fica abaixo de março de 2011

Senado aprova unificação do ICMS de 4%, medida segue para promulgação

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #01 - 2023