FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Plano de Temer é uma ponte para levar os trabalhadores ao inferno

Por Cristiane Alves | 12 abr 2016

O retrocesso para os trabalhadores. É isso que vai significar um governo Michel Temer para todos nós. Chamado de “Uma Ponte para o Futuro”, o plano na verdade é uma Ponte para o Inferno. A seguir, listamos alguns pontos para você ficar ligado e participar da luta em defesa da legalidade, contra o impeachment, contra o golpe: “na área trabalhista, permitir que as convenções coletivas prevaleçam sobre as normas legais, salvo quanto aos direitos básicos”.

site-quadro-temer

 Diap analisa a “Ponte para o Inferno”

Veja a opinião de Antônio Augusto de Queiroz, diretor do Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar):

“É claro que um programa retrógrado e medieval como esse pode sofrer ajustes – e certamente acontecerá – mas alguns de seus itens poderão ser implementados, tanto por pressão do poder econômico, quanto por exigência de partidos liberais que integrarão a coalizão de apoio ao novo governo, inclusive muito da base atual e quase todos da atual oposição.

Nesse contexto, a unidade de ação do movimento sindical na luta pela preservação dos direitos e conquistas — de trabalhadores do setor privado, dos servidores públicos e dos aposentados e pensionistas — será fundamental, sob pena de retrocessos, com a consequente perda de qualidade de vida do assalariado.” 

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #07