FIQUE SÓCIO!

Opinião
COMPARTILHAR

Paulinho da Força

Por Auris Sousa | 22 fev 2013

TAGS

Opinião

Derrubar a MP 595 pelos portos. 

O governo editou a Medida Provisória 595, a MP dos Portos, que irá destruir o nosso sistema portuário e precarizar as condições de trabalho. A medida permite que todos os portos do Brasil sejam privatizados.
Se isso ocorrer, o setor cairá nas mãos dos grandes donos de navios(armadores) e dos operadores internacionais, que irão determinar preços e demandas.

Além disso, a MP vai provocar a precarização do  trabalho nos portos, porque os órgãos privados não serão obrigados a contratar os empregados via OGMO (Órgão Gestor de Mão de Obra). Os trabalhadores vão perder direitos, terão os salários achatados e haverá desemprego.

Os impactos serão desastrosos também para as economias das regiões portuárias, pois o aumento do desemprego e a redução da renda vão reduzir o consumo da população.Caindo o consumo, o comércio não vende, a e indústria não produz, o que realimenta o desemprego.

Os trabalhadores exigem que o governo federal cumpra a Convenção 137 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), da qual o Brasil é signatário. De acordo com a convenção, os empregados devem ser ouvidos sobre as mudanças que venham a repercutir sobre a atividade portuária e normas de trabalho.

Por isso, estamos preparando um processo de mobilizações e paralisações em vários portos para alertar o governo sobre este grave problema.

Não podemos permitir que os portos fiquem nas mãos de um pequeno grupo.

Paulo Pereira da Silva, o Paulinho, presidente da Força Sindical

 

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #01 - 2023