FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Música e Trabalho: o “Homem de Negócios” de Jorge Ben

Por Felipe | 25 fev 2019

O típico homem de negócios, descrito por Jorge Ben, é o Yuppie que se consagrou na década de 1980, como uma espécie de “efeito rebote” do comportamento da juventude militante, rebelde e engajada dos anos 60 e 70.

Na música de 1989, que faz parte do álbum que marcou o retorno do cantor com novo nome e nova gravadora, Jorge Ben contesta este novo homem e sua ambição. Pode-se dizer que o homem de negócios de Jorge Ben é o mesmo criado por Oliver Stone e interpretado por Charlie Sheen no filme Wall Street, de 1987. Buddy Fox (Sheen), cujo ídolo é o milionário ganancioso e frio, que ignora os sentimentos quando se trata de negócios, Gordon Gekko (Michael Douglas), é o estereótipo do jovem homem de negócios.

O músico Jorge Ben.

https://youtu.be/r1TXTbnWJOE

Homem de Negócios

(Compositor: Jorge Ben Jor/1989)

Intérprete: Jorge Ben

Homem de negócios fique de lado

Eu não sou um robô nem um computador

Nem seu criado, não, não

Tá legal que você é muito esperto

Pois para sustentar o seu status

Pisando e passando por cima das pessoas

Você vai colecionando

Dívidas  mal-olhados  aborrecimentos

Insônias dores de cabeça e falsos amigos

Queda de cabelos dores no peito

E duvidosas amantes

Parece que bebe ou é assim mesmo

Não tem solução, não, não

Por isso calma e prudência

Quando falar comigo

Não queira me mudar

Pois eu penso falo ouço vejo

Logo eu existo

Eu sei que sou poeta

Artesão do meu trabalho

Por natureza que beleza

Fonte: CMS

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #01