FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Etica médica e fiscalização trabalhista em pauta

Por Cristiane Alves | 06 jul 2012

Os cerca de 300 metalúrgicos que compareceram á 33ª edição do Ciclo de Debates, na quinta-feira, 5, saíram com conhecimento ampliado sobre fiscalização trabalhista e as regras que regem a conduta dos médicos peritos do INSS. A discussão aconteceu na sede.

Paulo Kauffman, médico do trabalho, explicou em detalhes o Código de Ética Médica, ao qual todos os médicos estão submetidos, por dever de ofício, inclusive os médicos peritos. O código, por exemplo, determina: “O médico não pode, em nenhuma circunstância ou sob nenhum pretexto, renunciar à sua liberdade profissional, nem permitir quaisquer restrições ou imposições que possam prejudicar a eficiência e a correção de seu trabalho”.

Ou seja, o compromisso do médico é com a saúde do paciente, nem com qualquer ditame patronal ou comercial. “O médico perito tem a mesma responsabilidade em sua decisão, de deve proteger e contribuir com a promoção da saúde”, resumiu Kauffman.

Fiscalização – A categoria também conheceu a situação da infraestrutura da Gerência Regional do Trabalho de Osasco e do conjunto da Superintendência do Estado de São Paulo, em relação à fiscalização trabalhista. O superintendente José Roberto de Melo apresentou o dignóstico: 21 auditores para fiscalizar mais de 121 mil empresas.

A saída é o trabalho em conjunto com os sindicatos. “Trabalhamos junto com os sindicatos como forma de otimizar [a ação da Gerência]”, afirmou.

Leia a cobertura completa no VT da próxima semana. Acesse e curta a galeria de fotos no www.facebook.com/sindmetal

 

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #01 - 2023