FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

CNV e sindicatos denunciam Volkswagen ao MP por colaborar com a ditadura

Por Auris Sousa | 23 set 2015

A CNV (Comissão Nacional da Verdade) e sindicatos de diversas categorias, inclusive o nosso, denunciaram a Volkswagen na terça-feira, 22, ao MPF (Ministério Público Federal) por colaboração com a ditadura civil-militar (1964-1985).

A ação judicial se baseia em documentos e relatos colhidos pelo o Grupo de Trabalho Ditadura e Repressão aos Trabalhadores, às Trabalhadoras e ao Movimento Sindical. Ele é ligado a CNV e formado por integrantes de centrais sindicais, movimentos sociais e outras entidades.

Representando o Sindicato, o diretor João Batista assinou documento que pede a abertura de um inquérito que investigue a responsabilidade da Volkswagen

Segundo documento enviado ao Ministério Público, “a cooperação desta empresa ficou registrada em passagens do Capítulo 22 do Relatório Final da Comissão Nacional da Verdade, entregue à Presidência da República em 10 de dezembro de 2014”. O relatório revelou a existência de um aparato repressivo militar-empresarial, na qual as empresas monitoravam funcionários, repassando informações e fazendo denúncias ao Dops (Departamento de Ordem Política e Social).

A ação judicial contra a montadora ocorre em meio a um escândalo global envolvendo a Volkswagen, que admitiu ter manipulado testes de emissões de poluentes em seus carros no mercado americano.

A crise na fabricante alemã começou na quinta, 17, depois que o governo dos Estados Unidos acusou a marca de adulterar resultados em testes de poluentes. A desconfiança começou pela diferença entre nível de emissão obtido em testes oficiais e o de testes de rodagem.

Nesta quarta-feira, 23, os principais jornais do mundo informaram que Martin Winterkorn, presidente do Conselho de Administração da Volkswagen, assumiu a responsabilidade pelo escândalo do sistema de falsificação de resultados ambientais nos Estados Unidos e apresentou a demissão. [Com informações de agências de notícias]

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #08