FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Centrais Sindicais protestam em São Paulo contra juros altos

Por Auris Sousa | 02 dez 2014

Representantes da Força Sindical, em conjunto com as Centrais Sindicais UGT, NCST, CGTB, realizaram nesta terça-feira, 2 de dezembro, em frente ao Prédio do Banco Central, na Avenida Paulista,  um protesto contra os juros altos.

Nesta mesma data o Copom (Comitê de Política Monetária) iniciou a reunião para decidir sobre a nova taxa Selic. Vale destacar que, ao longo dos últimos meses, o Copom manteve ou aumentou seguidamente a taxa Selic.

Juruna: "defender uma política de redução dos juros e combater todas as medidas que prejudiquem os trabalhadores"

A preocupação da Força Sindical e das demais Centrais deve-se ao fato de o Brasil ser, hoje, o campeão mundial de juros reais, e uma nova alta nas taxas vai prejudicar ainda mais o quadro econômico, causando estagnação na produção e na geração de empregos.

João Carlos Gonçalves, Juruna, secretário-geral da Força Sindical, lembra que aumentar a taxa de juros causará maior desemprego e diminuição do consumo, o que consequentemente vai prejudicar, o setor industrial e os empregos por ele gerados.

“Temos que manter a unidade de ação do movimento sindical para defender uma política de redução dos juros e combater todas as medidas que prejudiquem os trabalhadores”, ressaltou o sindicalista.

O vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi, Jefferson Coriteac, lembrou que, quanto menor os juros, mais empregos serão gerados. “A luta da classe trabalhadora por juros mais baixos vai refletir na qualidade de vida dos trabalhadores”.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #01 - 2023