FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Centrais levam a ministros estudo do Dieese para inibir rotatividade

Por Auris Sousa | 26 fev 2015

Na quarta-feira, 25, em reunião com os ministros Miguel Rosetto, da Secretaria geral da presidência da República; Manoel Dias, do Trabalho e Carlos Gabas, da Previdência Social, s centrais sindicais apresentaram estudo do Dieese para inibir a rotatividade. Os sindicalistas pediram que o documento seja avaliado pelo Executivo e discutido numa próxima reunião.

Além da rotatividade, centrais discutiram as Medidas Provisórias 664 e 665

O texto sugere a cobrança de multa para as empresas que apresentarem taxa de rotatividade maior do que a média do setor ao qual pertençam – que poderia representar aumento de arrecadação para o governo sem a necessidade de mexer em regras do seguro-desemprego e do abono salarial (PIS/Pasep).

Medidas Provisórias – A medidas provisórias 664 e 665, que alteram direitos trabalhistas e previdenciários, também foram pauta do encontro. As centrais insistiram para que seja encaminhado novo texto ao Congresso, construído por meio de consenso, e que as atuais MPs sejam revogadas. O governo trabalha por, no máximo, ajustes dentro nos textos atuais, que já receberam 741 emendas feitas pelos parlamentares.

Para o presidente da Força Sindical, Miguel Torres, existe necessidade de encaminhamento de outra matéria, “mais limpa e acordada”. “As MPs atingem demasiadamente os trabalhadores, principalmente os que ganham menos e os mais jovens. As mudanças não podem ser construídas num texto que já tem mais de 700 emendas”, reafirmou.

O ministro da Previdência, Carlos Gabas, que falou em nome dos demais ministros presentes, afirmou que viu a reunião de forma positiva. E considera possível observar pontos que levem a consensos dentro da negociação – que continua. [Fonte: Rede Brasil Atual]

 

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #08