FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Caso Multiteiner é apresentado em seminário da Justiça do Trabalho

Por Auris Sousa | 15 maio 2024

O descaso com as vítimas da Multiteiner foi compartilhado nesta quarta-feira, 15, com os participantes do seminário “O impacto da violência e do assédio na saúde e segurança no trabalho”, organizado pela Escola Judicial do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) 2º Região, na Barra Funda. Hoje, o acidente, que matou nove pessoas e feriu outras diversas, completa 603 dias sem solução, responsabilização e indenização.

Clemente durante seminário

Durante o painel “Conceitos e critérios para medidas preventivas e repressivas”, Carlos Aparício Clemente, coordenador do Espaço da Cidadania, detalhou, desde a fatídica reunião organizada no mezanino que desabou, até os dias atuais. Ao longo destes quase dois anos, uma série de irregularidades por parte da empresa foram apontadas.

“A unidade não tem AVCB (Alvará de Vistoria do Corpo de Bombeiros) e não registra a maioria dos trabalhadores, aos quais chama de “colaboradores”, disse Clemente, que também relatou que empresa não tem licenciamento ambiental emitido pela CETESB e pela Prefeitura de Itapecerica da Serra para desempenhar atividade de fabricação. Apesar disso, continua funcionando.

Marcel, Teca e Mônica e Clemente no seminário

“A empresa sequer cumpre com os registros e as normas de segurança notificadas pela fiscalização do trabalho. Ali, mais de 10 instituições de Estado estão trabalhando, cada uma ao seu modo e ritmo, enquanto a perda de direitos das vítimas está cada vez está mais próxima”, disse Clemente.

Desde o acidente, o Sindicato tem cobrado por Justiça e cobrado atuação das autoridades municipais, estaduais e nacionais.

Leia também: 

Companheiros da Melco conquistam redução de jornada para 40 horas semanais 

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #10