FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Câmara aprova prorrogação da política de valorização do salário mínimo

Por Auris Sousa | 11 mar 2015

A Câmara dos Deputados aprovou, na terça-feira, 10, o projeto de lei que prorroga para até 2019 a atual política de valorização do salário mínimo. Pela regra em vigor, o reajuste é definido pela inflação do ano anterior mais o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) de dois anos anteriores. No entanto, um acordo de lideranças transferiu para esta quarta-feira, a votação dos destaques apresentados.

Graças à política, desde 2003, o salário mínimo acumula ganho real de 72,3%

Em resumo, um acordo entre as lideranças partidárias possibilitou a aprovação do texto principal do projeto, mas adiou para esta quarta-feira, 11, a votação das emendas e dos destaques que visam alterar o texto aprovado. Entre eles estão alguns que propõem aplicar as regras de reajuste do mínimo nas aposentadorias e pensões.

O projeto aprovado foi apresentado no ano passado pelo deputado Paulo Pereira da Silva (SDD-SP), o Paulinho da Força; pelo deputado Fernando Francischini (PR), ex-líder do partido; e pelo ex-líder do PSDB deputado Antônio Imbassahy (BA).

Conquista dos trabalhadores – Resultado da Luta dos Trabalhadores, graças à política, desde 2003, o salário mínimo acumula ganho real de 72,3%, segundo Dieese.

Os trabalhadores conquistaram essa política de valorização, por meio das Marcha da Classe Trabalhadora realizadas de 2004 a 2006 à Brasília. Organizadas pelas centrais sindicais, os atos tinham a finalidade de, entre outros itens da pauta, de arrancar a correção do salário. [Com informações da Agência Câmara]

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #08