FIQUE SÓCIO!

Notícias
COMPARTILHAR

Brasília: plenária das centrais aprova atualização e prioridades da pauta da classe trabalhadora

Por Auris Sousa | 22 maio 2024

Foi com Brasília tomada por trabalhadores e trabalhadoras de todas as regiões do país que aconteceu nesta quarta-feira, 22, a plenária das centrais sindicais que aprovou a atualização e as prioridades da pauta da classe trabalhadora. Os metalúrgicos de Osasco e região estão entre os companheiros e companheiras que rumaram à Brasília em defesa dos direitos dos trabalhadores.

Plenária aprova atualização da pauta da classe trabalhadora [Alex Líder]

A nova pauta, então, será entregue ao Legislativo, Judiciário e ministérios do Governo Federal com o objetivo de abrir diálogo. Entre os principais itens dela estão: a redução da jornada, a valorização da negociação coletiva, a tributação progressiva justa, o direito à negociação coletiva e o respeito às assembleias e ao movimento sindical, além de uma série de outras questões.

Metalúrgicos de Osasco e região em Brasília

“É importante os trabalhadores defenderem os seus direitos porque o sistema capitalista só visa o lucro e nunca o bem-estar dos trabalhadores”, destaca o secretário-geral do Sindicato, João Batista, presente na plenária. João diz isso, principalmente, porque os ataques aos diretos da classe trabalhadora continuam por meio de tramitações no Congresso que prejudicam os interesses dos trabalhadores.

Pressão no Congresso Nacional

Durante a plenária, o presidente da Força Sindical Miguel Torres enfatizou a correlação desigual de forças no Congresso Nacional entre representantes da classe trabalhadora e dos empresários. Ele, então, destacou a importância da participação política dos trabalhadores nestas eleições.

Plenária reuniu trabalhadores e trabalhadoras de todas regiões do país

“Temos que aumentar nossa participação nas câmaras municipais, nas prefeituras para nos preparar para 2026 e mudar a nossa correlação de força no congresso nacional, temos que trazer mais representantes da classe trabalhadora para avançarmos na nossa pauta”, enfatizou.

Após a plenária, os trabalhadores partiram em marcha para a Esplanada dos Ministérios.

Seguem para a Esplanada dos Ministérios

Vale destacar que já tivemos avanços na pauta da classe trabalhadora, aprovada na Conclat (Conferência Nacional da Classe Trabalhadora), entre eles: a volta da Política de Valorização do Salário Mínimo, a correção da tabela do imposto de renda, com isenção do IR para quem recebe até dois salários mínimos, com a promessa de chegar até R$ 5 mil, e a Política de Salarial de Igualdade entre Homens e Mulheres.

Clique aqui e conheça as prioridades da pauta para 2024

Leia também: 

Trabalhadores e trabalhadoras da Bimetal aprovam PLR

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #11